Terapeuta Quântica Monique Pedrosa: especialista em seres humanos

Há situações que acontecem em nossa vida para nos mostrar o porquê viemos a este mundo. Foi assim na vida da mineira Monique Pedrosa. Ela chegou a Foz do Iguaçu há quase 10 anos e viu sua vida mudar da noite para o dia. Vivendo anteriormente, no Rio de Janeiro, sempre foi apaixonada por fotografia e exerceu a profissão durante anos. Mas, em Foz do Iguaçu, quando veio com seu esposo, dedicou grande parte de sua vida ao filho, o qual nasceu na cidade. No entanto, há seis anos, o filho foi diagnosticado com transtorno do espectro autista (TEA); e, na mesma época, seu marido, que também fora diagnosticado com uma grave síndrome autoimune no intestino, Crohn, em estado avançado. Diante disso tudo, a vida de Monique mudou completamente.

“Os dois diagnósticos me fizeram pesquisar e estudar loucamente sobre ambas as doenças e outras formas não convencionais de tratamento, pois só medicamentos não surtiam os efeitos necessários para prover qualidade de vida (sem contar os efeitos colaterais). Foi então que comecei a cursar Nutrição e, ao mesmo tempo, cursos de terapias holísticas, pois tinha a intuição de que uma alimentação e estilo de vida saudáveis beneficiaria todo o organismo. Ao longo de minhas formações, me apaixonei pela Bioressonância e terapias integrativas. Eu me especializei também em ressignificação de traumas emocionais, limpeza do terreno biológico e terapias holísticas personalizadas. Para tanto, fui a Campinas, São Paulo, e estudei com a Dra Elizete Kaffer, que é o maior nome do Brasil (senão do mundo) em Medicina Integrativa e do Estilo de Vida; e hoje ela é uma amiga querida e mentora. Todos os resultados alcançados foram absolutamente maravilhosos ao passo que o meu marido e filho estão com a saúde plena – e, o mais importante, sem a necessidade de ingerir qualquer medicamento alopático. Posso dizer que estão curados de doenças (autismo e Cohn) que, em tese, não teriam cura.”, destaca a terapeuta. 

Depois de tudo isso, Monique também foi diagnosticada com hipertireoidismo autoimune – doença de Graves -, que a princípio não tem cura (pela Medicina convencional). No entanto, ela também realizou o tratamento nela mesma e hoje também goza de plena saúde. 

Monique Pedrosa, terapeuta quântica.

“Tive a oportunidade de fazer o curso da Dra Elizete e me especializei como terapeuta quântica integrada com traumas emocionais. Assim, o foco da de tal abordagem é a modulação do eixo psico-neuro-endócrino-imunológico. Com esta formação, decidi prover esta prática terapêutica aqui em Foz do Iguaçu, pois pode ser uma oportunidade para muitas pessoas que sofrem a anos (como foi o meu caso antes). Atualmente, sou a única profissional com esta abordagem na região, mas espero que haja outros em breve, pois posso dizer que um terreno biológico limpo, traumas emocionais tratados e estilo de vida compatível é a base da promoção de saúde e um importante aliado no tratamento de qualquer tipo de doença crônica”, explica.

Para limpar o terreno biológico, são 4 passos: Detox, tratamento bucal com um dentista biológico, remoção de parasitas e dieta geneticamente compatível para cada paciente em particular. Para definir a dieta adequada para cada paciente, ela conta com o auxílio de um aurimetro e mais de 220 testadores de frequência (baseado em conceitos da Física Quântica) para testar elementos-chave que são compatíveis ou não com o paciente. Em tais testadores, pode-se avaliar diversas informações (sem necessariamente ter de fazer exames, por vezes, com valores elevados, como hormonais, mineralogramas, toxinas, etc) compatíveis geneticamente para determinado paciente, como por exemplo: dieta, toxinas, hormônios, nutraceuticos, fitoterápicos, medicamentos quânticos (frequenciais), saúde dos órgãos, sensibilidade eletromagnética, parasitas, saúde bucal, etc.  

Hoje Monique Pedrosa é terapeuta quântica e atende em duas clínicas de Foz do Iguaçu: Balestra e Blua. “Comecei trabalhando com aspectos de ressignificação de traumas, sabendo que as doenças podem nascer sim de um fator emocional traumático. E hoje faço também a modulação do eixo psico-neuro-endocrino-imunológico, que seria o ortomolecular, atuando de dentro para fora. Isso porque as nossas células guardam todas as informações (boas e ruins) referentes à nossa vida. Modular então significa, na prática, recuperar ou potencializar a homeostase (equilíbrio) do organismo, de forma a promover a chamada autocura”, ressalta.

Monique Pedrosa, terapeuta quântica

Assim, ela faz o diagnóstico de cada paciente para indicar a melhor conduta terapêutica, dentro de seu campo de atuação. Também diz não ser contra nada praticado na medicina convencional alopática e incentiva sempre aos seus pacientes a procurarem também os seus médicos. “Hoje, a minha missão de vida é levar promoção de saúde ao maior número de pessoas possíveis. Cheguei a ir morar na Espanha, mas fui entender que é aqui que está a minha missão”, finaliza. 

Confira a entrevista em vídeo com a terapeuta. (Vídeo: Thaynara Pagno)

Gostou? Comenta aqui oque Achou!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você irá ler nesta matéria